Postagens

O divisor de aguas, sobre o meu processo de coaching

Alguns dizem que a ignorância é uma benção e outros buscam incessantemente por informações. A minha verdade, é que o conhecimento, é o caminho para a descoberta e o primeiro passo para a conscientização daquilo que está disponível.  Você já deve ter ouvido falar sobre: coach, coaching ou coachee e em linhas gerais sabe o que é e para o que serve, mas entre tantas informações descasadas e negativas, a principal pergunta é: no que devo acreditar? Decidi compartilhar a minha experiência como coachee (quem recebe o processo de coaching) para que você possa chegar a melhor conclusão sobre o processo: a sua. Quando comecei a pensar sobre realizar um coaching, tive dúvidas se realmente valeria a pena e mais dúvidas ainda quanto ao resultado que o investimento traria. Na verdade, as duas primeiras sessões foram sessões de conexão e construção da confiança. A imersão no autoconhecimento esteve presente durante todo o tempo, durante e entre as sessões, gerou reflexões e expectativas urgentes. Co

O conceito do marketing por Kotler e a marca pessoal

Assim como o marketing 3.0 de Kotler explora o conceito do marketing não convencional na Virgin e da imaginação criativa na Apple, ambos voltados para o marketing emocionalmente relevante, onde exploramos o entendimento das ansiedades e desejos do consumidor por meio do triângulo: marca, posicionamento e diferenciação e introduz os 3is: identidade, integridade e imagem da marca, olho  para nós e pergunto: quanto investimos nesse conceito, considerando a nossa principal marca, a marca pessoal, o "EU"?  A marca pessoal é a marca que nos identifica , ou seja, é o nosso posicionamento na mente do cliente. É a nossa marca que gera integridade entre o que falamos e fazemos, ou seja, é a concretização do que foi defendido a respeito do posicionamento e a diferenciação da marca é a que fixa a imagem junto aos nossos clientes, conquistando suas emoções. Leia-se clientes, as pessoas que nos conectamos diariamente em nossas vidas. Para facilitar a resposta segue alguns conceitos, onde:

O novo conceito de PRODUTIVIDADE e a cultura da competição colaborativa

 O que é produtividade para você? Ficar por horas no espaço físico da empresa e mostrar que você está presente? Passar horas na frente do computador, para comprovar as horas trabalhadas no home office? Muitos trabalhadores, por vários anos, definiram produtividade como a quantidade de horas dedicadas ao trabalho: entrar às 8 h, cumprir o horário e sair às 17 h ou mais. Com a adaptação do trabalho ao conceito "anywhere, anytime" e as novas experiências, vários destes profissionais, descobriram que  produtividade tem a ver com a capacidade de realizar e entregar atividades e projetos e não com a quantidade de horas que dedicamos ao trabalho. Como resultado, a primeira grande mudança que observamos é o controle por entrega e não mais por horas. A gestão de times remotos, convidou a gestão a praticar a confiança e o acompanhamento das atividades realizadas. Com isso, o foco mudou e a colaboração passou a fazer sentido. Quando falamos em agilizar a entrega e focar aquilo que impor

O design em ação: prototipar e Iterar

 O que amo fazer durante o processo de design thinking ou design SPRINT? Prototipar e iterar. Validar de forma prática e agregar valor ao que em breve se tornará um produto, serviço ou estratégia é fundamental . É como colocar várias frutas deliciosas em um mixer e ter como resultado uma vitamina fortalecedora. Prototipar é a ação de produzir um produto mínimo viável (MVP - minimum value product).  O protótipo serve para sentir como a solução se comporta na prática. Uma etapa que mistura a brincadeira com a seriedade, onde experimentamos a criatividade e a inovação, em cada ação. Iterar é ouvir e absorver os feedbacks e refinar as soluções. Não, você não leu errado – é iterar mesmo, o ato da iteração. Nesta etapa praticamos a empatia, o lidar positivamente com o erro e o foco na solução. Quer experimentar? Escolha uma ideia ou sonho importante. Pense em quem será seu cliente, pode ser você mesmo.  Pense em como pode concretizar a ideia ou sonho escolhido (soluções). Conte uma histór

Siga em frente e transforme suas ideias em projetos

Na era da informação , com tantos dados, ambiguidade e opções, as dúvidas são constantes e o que acontece com frequência é que deixamos as ideias na caixa dos sonhos ou transformamos o sonho em projeto, validamos e damos início as tarefas e no meio do caminho, desistimos. Por que isso acontece? Como começar de forma segura e saber que estamos no caminho certo? Em minha jornada, experimentei um processo que contribuiu imensamente na validação da ideia, trabalhando a criatividade, a inovação e ainda incentivando a colaboração. Após um rápido e simples mergulho nas possibilidades que surgem em minha caixa de ideias, compartilho com a pessoa que fará uso da solução e juntos concluímos o que vale a pena e o que não vale a pena, ficando claro o valor agregado da ideia e gerando insumos para seguirmos de forma segura. O processo é o  design .   Design no conceito atual, vai além do desenho de um produto incrível e passa a fazer parte de uma nova forma de pensar. Já o design thinker é um prof

Mudando o foco

Que tal mudarmos o foco e falarmos sobre oportunidades ? Tanto ouvimos falar, por meio dos diversos canais de comunicação, o quanto a crise  impacta a relação emprego versus empregado. Os números deixam claro a situação: 111 mil vagas de empregos fechados em todo o país no mês de junho de 2015, maior desaceleração econômica dos últimos anos, maior carga tributária da América Latina. 2020, desemprego sobe para 13,3% em junho e país tem nova queda recorde no número de ocupados, G1. Os motivos para o desânimo são inúmeros e a descrença enorme, mas o melhor momento de nos olharmos e entendermos o que podemos fazer para nos fortalecermos, para crescermos, para sermos lembrados e procurados pelas empresa e grandes profissionais, é o seu momento e ninguém, além de  você  consegue  reconhecer-lo. Entre tantos livros, novos conceitos, tantas especializações, pós graduações, cursos livres, matérias na internet ... enfim, entre tantas informações: - "Por onde seguir, por onde aprimorar o con