Processo de Coaching, Contratar ou não contratar? Eis a questão ...

Excelente matéria da revista coaching brasil, por Marco Antônio Ornelas.

"São inúmeros os momentos em que nos perguntamos e não obtemos respostas. Falando de transformação, é no dia-a-dia que questões nos colocam em momentos de reflexão:

• Quais competências tenho que desenvolver para atingir os objetivos da empresa?
• O que quero? Quais são meus objetivos pessoais?
• Como posso conseguir melhores resultados?
• Como conseguir um alto nível de motivação pessoal? 
• Como minhas experiências de vida e carreira podem apoiar meus objetivos futuros?
• Como encarar conflitos como oportunidades de mudança e crescimento?
• Como manter o equilíbrio entre minha vida profissional e pessoal?
• Como me tornar mais estratégico e menos operacional? ..."

Com tantas perguntas, a solução é buscarmos resposta. então ... por onde começar? 
Todos os dias somos desafiados a buscar o nosso melhor, lidar com pessoas, negociar soluções rentáveis, ganhar, vencer, correr atrás ... A responsabilidade é grande e quando algo dá errado e não se concretiza ... parece que o mundo desaba sobre nós. Nossas conquistas são esquecidas e as cobranças começam. E ai, o que fazer? 

Além de possuir um autocontrole incrível, senso critico e bom senso, precisará contar com o autoconhecimento, para explorar suas forças, fortalecer suas fraquezas, saber a hora de agir e recuar e ainda tomar a melhor decisão. Fácil? Não, não é, mas quando compartilhamos o desafio, estimulando a vazão das ideias e contribuindo com a formulação de respostas que já tinhamos, mas não eram identificadas, isso ajuda e muito. Abre a nossa mente e traz uma nova visão da situação, o que nos ajuda a reagir e solucionar o problema. 

Então é essa a grande chance, a oportunidade do auto desenvolvimento, a oportunidade de utilizarmos a nossa própria sabedoria para aprendermos.

É para isso que serve um processo de coaching e é por você, que nós coaches trabalhamos. O seu sucesso, é o nosso sucesso! 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O design em ação: prototipar e Iterar

O conceito do marketing por Kotler e a marca pessoal

Vendedor não vende, ajuda o cliente a comprar